quinta-feira, 22 de abril de 2010

BB CONCLUI COMPRA DO BANCO PATAGONIA

Com controle de instituição argentina, estatal brasileira inicia plano de internacionalizaçãoO grupo controlador do Banco Patagonia anunciou que vendeu 51% das ações da instituição financeira para o Banco do Brasil (BB) por US$ 479,66 milhões.
Os papéis foram adquiridos dos sócios Jorge e Ricardo Suart Milne e Emilio Gonzáles Moreno. Aprovado em reunião da diretoria realizada ontem, o negócio se arrastava desde o fim do ano passado.
Com a compra, o banco federal inicia seu plano de internacionalização que prevê negócios na Argentina, nos Estados Unidos e demais países com forte presença de brasileiros e companhias nacionais. O presidente do BB, Aldemir Bendine, estava na capital argentina para o anúncio.
De acordo com fato relevante enviado à Comissão Nacional de Valores da Argentina, o BB pagará no ato 40% do valor do negócio (cerca de US$ 191 milhões), e o restante será pago “em um determinado prazo”.
Segundo o comunicado ao mercado, o preço sofrerá ajuste entre a data de assinatura do contrato e o fim dos pagamentos em 3,5% anuais. Com 751 mil clientes e 154 agências localizadas majoritariamente na província de Buenos Aires e Rio Negro, o Banco Patagonia fechou o ano de 2009 como a sexta maior instituição financeira de capital nacional da Argentina, com ativos totais de US$ 2,56 bilhões. Foi a primeira empresa estrangeira a emitir ações na Bovespa, em 2007.
A estrutura atual do BB na Argentina é composta por uma agência em Buenos Aires, inaugurada em 1960. Globalmente, a instituição é o banco brasileiro de maior presença no mercado internacional. Conta com rede externa de 45 unidades em 23 países.
Um dos principais objetivos da operação de aquisição do controle do Banco Patagonia é expandir a carteira de crédito da instituição, em especial em operações com empresas brasileiras que atuam na Argentina e companhias locais do segmento de atacado.

O Patagonia
Ativos US$ 2,56 bilhões
Patrimônio líquido US$ 487,8 milhões
Carteira de crédito US$ 1,1 bilhão
Depósitos US$ 1,6 bilhão
Clientes 751 mil clientes
Pontos de atendimento 154
Caixas eletrônicos 417
Empregados 2.660



Um comentário:

  1. Quanto os hermanos estão retornando para a "campanha" da Hermana? Porque Lulla apóia tanto o ditador excroto de cuba? Lembram dos 3 ou 5 milhões de dolares que ele mandou pra campanha de 2002? Foi um grande investimento, considerando o que Lulla ja "devolveu" pra ilha. Noves fora a parte que vai pra aposentadoria suiça, claro.

    ResponderExcluir